Razão


Pensei que era feliz, que tinha tudo,
e me sentia quase realizada,
pois tinha, em meu favor, como um escudo,
uma união perfeita e imaculada.

Mas, um dia, ao te olhar, senti, contudo,
que, em amor, quase sempre fui roubada...
Então, eu que pensei que tinha tudo,
vi que o meu tudo, em tudo, é quase nada...

E hoje me vejo triste e dividida
entre uma união estável e serena,
e uma afeição doente e incompreendida

que a morrer de remorso me condena,
que aumenta mais e mais a minha pena,
mas é toda a razão da minha vida...

 

BIBLIOTECAS DO MUNDO TODO Índice Próxima