Incertezas de Amor


Acusas que te faço o que não faço,
que os meus carinhos são de outra pessoa
e que enquanto eu recebo o teu abraço,
percebes que o meu pensamento voa.

Inventas que contigo brigo à-toa
e vivo a me orgulhar do teu fracasso,
mas o meu coração não te perdoa,
porque dizes que faço o que não faço.

Mesmo imperando o vírus da incerteza,
sempre há de haver um gesto de grandeza
até no simples modo de acusar...

E, na incerteza, aquele que mais ama,
em vez de denegrir, jogar na lama,
ajuda o ser amado a se afirmar...

 

BIBLIOTECAS DO MUNDO TODO Índice Próxima